Skip to content

Indicação: Biquini Cavadão

novembro 20, 2009

Provavelmente a banda não é novidade pra ninguém.

Os caras são cariocas (oi?) e estão na estrada desde 1983 fazendo um som bem gostoso, cheio de amor e atitude política. Atualmente a banda é composta por Bruno Gouveia, Carlos Coelho, Miguel Flores e Álvaro Lopes.

Talvez alguns de vocês nem tivessem nascido quando os meninos já faziam um som ótimo no colégio São Vicente de Paulo. Na realidade nem mesmo eu era nascida, mas foi com Tédio que as portas do Biquini se abriram (rs!). Graças a uma certa demo que pintou na (extinta) Radio Fluminense FM, berço do Rock carioca. O sucesso dessa demo rendeu um álbum em 85, quando a banda caiu na graça do público, fazendo parte da segunda geração de bandas de rock dos anos 80.

Ok, mas o fato é que faz apenas 3 anos que eu resolvi dar alguma atenção àquela galera que cantava Tédio e Vento Ventania. Sim, eu era uma das que sempre pensava nessas duas músicas quando se falava em Biquini, mas a verdade é que comecei pelo CD ao vivo de Fortaleza e simplesmente amei cada segundo.

As letras fazem muito sentido pra mim, dizem tudo de forma simples. E eles conseguem ter uma música para cada fase da minha vida. Eu poderia pegar um CD do Biquini para ser minha trilha sonora e se encaixaria perfeitamente.

Então fica a dica… Quem está procurando algo para ouvir nessa sexta: Biquini Cavadão. E para quem, assim como eu, tem uma internet precariamente lenta, vou sugerir as minhas músicas favoritas: Tédio; Você existe, eu sei; Impossível; Cai água, cai barraco; Timidez; Múmias; Vento Ventania; Quando eu te encontrar; Quanto tempo dura um mês; Ilusão.

Então, é nesse clima (e aproveitando o dia) deixo vocês com mais uma das minhas favoritas. Aproveitem!

   

Detalhe para o Bruno. Todo tímido e sua presença de palco desengonçada. Tão fofo... Rs!!!

Sexta-Feira (Biquini Cavadão)
Ei Escute o que diz seu coração
Não fique em casa nessa sexta feira
Tome café com muita Coca-cola
Não tenha medo de cair nessa farra
Tenha relógio sem ponteiros 
Toque qualquer instrumento
Não sinta frio nem calor, não
Durma quantas horas puder por vez
Só fume quando beber
Mas beba quando quiser
Escute o que diz seu coração
E ignore-o quando convier
Faça sempre o que der mais prazer
Escute a música que gosta de novo
Fale tudo o que vier a mente
Minta sempre q for necessário
Dance, mesmo fora do compasso
Cante totalmente desafinado
Só fume quando beber
Mas beba quando quiser
Pois eu sou o assaltante da tristeza
E assim eu levo ela embora
Eu quero as mãos pro alto
Enquanto eu assalto
Toda essa tristeza agora!
Escute o que diz seu coração
Não fique em casa nessa sexta feira
Tome café com muita Coca-cola
Não tenha medo de cair nessa farra
Pratique esportes só se for na cama
Mude de nome uma vez por semana
Nunca baixe a cabeça pra nada
Pois nada vale o preço dessa risada
Só fume quando beber
Mas beba quando quiser

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: